Perguntas e respostas: Ivana Orlovic

Ivana Orlovic

A modelo subaquática Ivana Orlovic apareceu em algumas das imagens mais reconhecidas dos últimos tempos, mas do outro lado das lentes a mergulhadora sérvia é uma fotógrafa talentosa por direito próprio. Conversamos com ela sobre modelagem, filmagem e viagens. Fotografias cortesia de Ivana Orlovic e Janez Kranjc

P: Como você começou a mergulhar?

R: Eu tinha apenas oito anos quando comecei a mergulhar porque meu tio era um dos proprietários de um clube de mergulho. Não parei desde então. O mergulho se tornou minha paixão, carreira e a maior aventura da minha vida.

P: O que veio primeiro: ser modelo ou ser fotógrafo?

R: De alguma forma, ambos aconteceram ao mesmo tempo. No entanto, à medida que cresci como modelo, também me tornei um fotógrafo melhor. Como fotógrafo, comecei a perceber melhor onde e como deveria me posicionar no espaço, como deveria ser o enquadramento, de onde deveria vir a luz…

Ivana Orlovic
(Janez Kranjc)

P: As fotos com você estão entre as mais instantaneamente reconhecíveis que existem. Você tem um estilo muito distinto e as fotos são sempre incrivelmente claras e nítidas. Qual é o seu segredo para fazer a curadoria do seu “look”?

R: Obrigado por essas amáveis ​​palavras! Todo modelo sabe que o equilíbrio é a chave para uma visão clara foto. Se o lodo surgir, não há chance de ter uma boa foto. Depois de tantos anos de mergulho, aprendi a ter uma flutuabilidade perfeita e a simplesmente congelar-me dentro de uma moldura, principalmente quando tiramos fotos com criaturas marinhas como protagonistas principais.

Ivana Orlovic
(Janez Kranjc)
Ivana Orlovic
(Janez Kranjc)

P: O que você prefere: ser modelo ou ser fotógrafo?

R: Alguém pensaria que ser modelo é fácil – basta ficar no mesmo lugar e ser fotografado. Infelizmente, é muito mais complicado. Muitas vezes você mergulha em correntes fortes, águas frias ou com pouca visibilidade… Porém, temos sempre o mesmo objetivo, produzir um bom trabalho em cada mergulho. É por isso que precisamos de muita paciência e esforço. Tendo tudo isso em mente, às vezes prefiro pegar uma câmera e usá-la para fotografar modelos ou ambientes subaquáticos.

Ivana Orlovic
(Janez Kranjc)
Ivana Orlovic
(Janez Kranjc)

P: Você já trabalhou com várias marcas de grande nome no passado e atualmente fotografa para a Mares. Qual é o maior desafio quando você fotografa para fabricantes?

R: Como Embaixadores da Marca Mares, Janez Kranjc e eu devemos usar nossos fotografia enviar uma mensagem sobre um determinado produto e, ao mesmo tempo, evitar torná-lo muito intrusivo, mas criativo e original. Essa é a parte mais difícil. O mundo está inundado com magníficas fotos subaquáticas e modelos muito mais bonitas do que eu.

P: Você passa muito tempo na estrada visitando locais exóticos. Quais são alguns dos seus destinos favoritos e por quê?

R: Raja Ampat – melhor experiência como fotógrafo por causa do mergulho noturno em águas negras; Cuba – mergulho com crocodilos; e África do Sul, onde tive a oportunidade de mergulhar com grandes tubarões brancos. Porém, além desses belos locais ao redor do mundo, também adoro mergulhar no meu país, no cristalino rio Drina, ou em um lago em frente ao nosso centro de mergulho em Belgrado. Embora por vezes a visibilidade seja baixa, este lago está cheio de habitantes encantadores, dos quais gosto de fazer parte das minhas fotos. Pequenas águas-vivas de água doce, tartarugas, lúcios… Eu simplesmente gosto de mergulhar, então toda vez que entro na água um sorriso aparece de repente no meu rosto.

Ivana Orlovic
(Ivana Orlovic)
Ivana Orlovic
(Ivana Orlovic)
Ivana Orlovic
(Ivana Orlovic)

P: Qual foi a sua experiência de mergulho mais memorável?

R: O momento em que o tubarão de recife do Caribe decidiu provar meu pé enquanto eu era modelo de vestido, sem máscara.

P: Por outro lado, qual é a sua pior lembrança de mergulho?

R: Todo trabalho tem seus riscos. Tenho muitas horas de mergulho atrás de mim, então algumas situações desconfortáveis ​​tiveram que acontecer. Uma delas foi quando na Espanha, durante o treinamento dia no Europeu Fotografia Subaquática Campeonatos, fui levado em direção desconhecida por uma corrente. Felizmente, consegui agarrar uma pedra e segurá-la, mantendo minha câmera segura ao mesmo tempo. Depois de algum tempo, um barco apareceu e me pegou.

Ivana Orlovic
(Janez Kranjc)
Ivana Orlovic
(Janez Kranjc)

P: O que o futuro reserva para Ivana Orlovic?

R: Espero sinceramente mergulhar por muito mais tempo porque estou fascinado pela falta de conhecimento que possuímos sobre os habitantes subaquáticos. Gosto de explorar e aprender. Se eu tivesse mais uma vida, certamente seria biólogo marinho.

VAMOS MANTER CONTATO!

Receba um resumo semanal de todas as notícias e artigos da Divernet Máscara de mergulho
Não fazemos spam! Leia nosso política de privacidade para mais informações.
Subscrever
Receber por
convidado

0 Comentários
Comentários em linha
Ver todos os comentários

Entre em contato

0
Adoraria seus pensamentos, por favor, comente.x