Concentrando-se nas pequenas coisas

MERGULHADOR DE MUCK

Concentrando-se nas pequenas coisas

Raja Ampat is renowned for its beautiful corals and spectacular schools of fish, but NIGEL MARSH and HELEN ROSE also discovered an abundance of macro life – and even muck

1018 Raja Ampat1

Todo o mergulho no Sea Safari 8 é feito em barcos auxiliares.

“podemos verificar alguns sites sujos? era uma pergunta que nosso guia de mergulho Andi não esperava.

It was so unexpected because we were diving the heart of the Coral Triangle at Raja Ampat in eastern Indonesia, an area where everyone comes to admire the magnificent corals and impressive schools of fish.

Andi assentiu enquanto ponderava sobre nosso estranho pedido e respondeu: “Se todo mundo quer fazer sujeira, por que não?”

Raja Ampat, located in the Indonesian province of West Papua, has the greatest diversity of corals and fish on the planet, and had been a dream destination of ours for many years. We finally got to explore this rich marine eco-system in May, joining the liveaboard Sea Safari 8 for a 10-day itinerary.

Esta escuna phinisi de estilo tradicional de 35 m foi a plataforma perfeita para explorar esta região remota, com suas confortáveis ​​cabines com banheiro privativo, uma excelente tripulação, comida excelente e muito espaço de bancada para permitir que os fotógrafos subaquáticos mexam em seus brinquedos.

Partindo da cidade portuária de Sorong, rumamos para o sul durante a noite até a área de Misool e, desde o primeiro mergulho, ficamos impressionados com a beleza dos recifes e o grande volume de peixes.

Like other photographers who have visited this region we stuck with our wide-angle lens over the first few days as we explored sea-mounts, walls and coral gardens at sites such as Candy Store, Andiamo, Karang Bayangan, Boo Window and Four Kings.

At each of these sites we found the terrain decorated with gorgonians, whip corals, soft corals, sea whips, black coral trees and sponges. The fish life was even more impressive, not only the variety of fish species but the dense schools of reef and pelagic fish.

For each dive-briefing Andi had said he would put a symbol on the whiteboard as a tip for photographic subjects – M from macro and W for wide-angle. He might as well have used a permanent marker, because it was always W. Under water, however, things were a little different.

Apareceu na DIVER outubro de 2018

desde o primeiro mergulho Andi was pointing out just as many small critters as big ones. However, with our wide-angle lens and so many colourful corals and schooling fish to photograph, we simply ignored these macro subjects.

At the end of day three, Andi put a W and an M on the whiteboard against the dive-site Nudi Rock. We were going to stick with the wide-angle until Andi mentioned that this was a great spot for Santa Claus pygmy seahorses, which are found only in Raja Ampat.

1018 Raja Ampat2
A encosta arenosa de Belém 2 era o lar de vários tordos-do-mar orientais.

Finalmente chegou a hora de guardar a grande angular e observar as criaturas menores desta área. Foi bom desacelerar e começar a olhar para as pequenas coisas que estávamos ignorando.

Logo percebemos que Andi tinha um conhecimento enciclopédico da vida marinha local e apontava pequenos peixes endêmicos desta região.

Ele carregava uma pequena lousa e escrevia continuamente os nomes de dottybacks, donzelas e blennies únicos. Teríamos facilmente esquecido essas espécies se não fosse por Andi.

Nudi Rock didn’t have many nudibranchs, but what it did have was a smorgasbord of small reef fish. With a passion for fish portraits, we were in our element photographing varieties of angelfish, basslets, butterflyfish, blennies and dragonets, including a surprising number of juveniles.

Andi também nos encontrou um cavalo-marinho pigmeu do Papai Noel, mas este era muito tímido e quase impossível de fotografar.

Esperando por alguns assuntos macro maravilhosos à noite, ficamos um pouco decepcionados com a vida noturna na área de Misool nos locais em que mergulhamos.

Tanto Camel Rock quanto Pantai Kecil foram mergulhos em paredes, o que pode ser um pouco imprevisível no escuro.

Vimos peixes dormindo, algumas moreias e uma variedade de caranguejos e camarões, mas nada realmente especial.

No entanto, no quarto dia desfrutamos de outro fabuloso macro-mergulho num local chamado Anchovy. Este foi outro local que foi uma disputa entre amplo e macro, mas ficamos felizes por termos optado pelo macro porque havia nudibrânquios, platelmintos, dottybacks, blennies, peixes-anêmona, cavalos-marinhos pigmeus e muitos outros assuntos para fotografar. Foi depois deste mergulho que questionámos sobre a possibilidade de fazer algum mergulho na lama.

enquanto pesquisava meu recent book Muck Diving we discovered that there were a few good muck-sites in Raja Ampat but that they were rarely visited. Andi was keen, because he and the other dive-guides had done little muck-diving in the area.

E felizmente os outros mergulhadores, na sua maioria fotógrafos entusiastas, também ficaram satisfeitos com este pequeno desvio.

Andi revisou o itinerário para que pudéssemos passar o dia seguinte em Batanta, a caminho do norte, em direção ao Estreito de Dampier.

Chegando ao lado sul de Batanta, era bastante evidente pelas praias de areia preta que esta área era perfeita para mergulho em lama.

1018 Raja Ampat3
Pepino-do-mar pequeno.

O primeiro mergulho no Algae Patch 2 foi como estar em Lembeh, uma encosta de areia escura mas, ao contrário de Lembeh, sem lixo.

Rapidamente encontramos gobies camarões, nudibrânquios, peixes-cachimbo, dragões, camarões louva-a-deus, peixes-leão, peixes-vespas, peixes-escorpião e um peixe de braço longo. polvo. Numerosos currais marinhos brotavam da areia, e alguns abrigavam caranguejos de porcelana e camarões comensais.

Também avistamos inúmeras anêmonas-do-mar povoadas por peixes-anêmona panda, e a maioria guardava os ovos com entusiasmo.

Andi também apontou duas espécies endêmicas, o dottyback Batanta e um grupo de gobies de cauda de lira.

Os outros locais de lama, em Belém, Algae Patch 1 e Belém 2, eram uma mistura de areia, entulho e manchas de jardins de coral. Nestes locais as criaturas da lama eram um pouco mais difíceis de encontrar, com destaque para a grande variedade de pequenos peixes.

Encontramos peixes-vaca, maxilares, tordos-do-mar orientais, linguados, peixes-leão, peixes-larvas, dottybacks, gobies, donzelas, blennies e pequenos peixes-anjo – mas o destaque foi o bodião-pisca.

Andi tentou apontar esses peixes pequenos e coloridos em alguns locais em Misool, mas com tantos corais e peixes, eles não se destacaram da multidão. Nesse ambiente sujo era muito mais fácil observá-los.

No início, não pareciam muito diferentes dos outros bodiões – mas depois vimos os machos a espalharem-se. barbatanas para mostrar suas cores brilhantes.

Eles eram rápidos demais para nossas câmeras, então desistimos fotografia e simplesmente assisti à apresentação.

Os mergulhos em Batanta foram muito agradáveis ​​e, embora não tenhamos visto tantas criaturas como em outros locais famosos, pudemos ver o potencial da área. Andi também nos informou que havia outros bons locais de sujeira no lado norte da ilha.

Teríamos adorado fazer um mergulho noturno em um desses locais, mas em vez disso tínhamos uma viagem noturna pela frente para chegar ao Estreito de Dampier.

nos próximos quatro dias we had some incredible dives in this area, encountering manta rays at Manta Ridge and Manta Sandy, and some of the greatest concentrations of fish life we have ever seen at Sawandarek Jetty, Cape Kri, Mioskon Island and Blue Magic.

The wide-angle lens got a real work-out in this area, but on all of these dives we could just as easily have gone with a macro lens, because these sites were also home to pygmy seahorses, mushroom-coral pipefish, ghost pipefish, leaf scorpionfish and a host of other small critters.

We did get the macro lens out on two day dives, finally getting the Santa Claus pygmy seahorse at Keruo Channel and a great collection of juvenile fish at Friwenbonda Reef.

But it was the night-dives in this area where the macro lens came into its own.

A grande diferença entre os mergulhos noturnos nesta área e Misool eram os escombros. Todos os locais que exploramos tinham escombros de coral sob os quais criaturas noturnas podiam se esconder. No Galaxy Jetty encontramos polvo, ghost pipefish, moray eels, hermit crabs, spider crabs and a huge sea hare, while at Friwenbonda Reef it was cuttlefish, slipper lobsters, decorator crabs and several Raja Ampat epaulette sharks.

Mas o melhor de tudo foi o cais de Yenbuba. Explorando a encosta de escombros à sua frente, Andi se destacou quando encontrou um peixe-sapo logo após o mergulho.

This was the first time we had seen this species, as these shy fish are rarely seen in Asia.

Next up was a pair of sea-cucumber swimming crabs on a sea cucumber, quickly followed by a reef polvo.

Durante o mergulho de 70 minutos, vimos uma maravilhosa variedade de crustáceos, caçando moreias e uma tartaruga-de-pente adormecida.

Andi terminou este mergulho mágico localizando uma Halimeda e um robusto peixe-cachimbo fantasma pairando juntos entre os escombros, e depois um par de cavalos-marinhos pigmeus Pontohi.

Our eight days of diving the rich waters of Raja Ampat ended all too quickly. On the sail back to Sorong we reflected on this incredible destination, and can well understand why it is a mecca for wide-angle photographers.

However, with a great assortment of smaller critters as well, Raja Ampat is a wonderful destination for all creatures great and small.

ARQUIVO DE FATOS

COMO CHEGAR> Fly from the UK to Jakarta. A number of domestic airlines offer daily flights from Jakarta or Denpasar, Bali, to Sorong, most with a stopover in Makassar. Liveaboards exploring Raja Ampat depart from Sorong.

Arquivo de fatos 1018 RajaAmpat

MERGULHO E ALOJAMENTO> Sea Safari 8 pode levar 23 passageiros, seasafaricruises.com

QUANDO IR> It’s possible to dive Raja Ampat year-round but most liveaboards operate from October to May, when the seas are calm. Water temperature is in the 28-30°C range and most divers use a 3mm wetsuit. As correntes são comuns e os mergulhos são planeados de acordo com as marés. A visibilidade pode variar de 12 a 30 m ou mais.

PREÇOS> a vaga a bordo do Sea Safari 8 custa a partir de $ 450 por noite, incluindo todas as refeições, mais $ 100 por dois mergulhos. Voos de retorno de Londres para Sorong a partir de £ 700.

Informações ao visitante> indonésia.viagem

VAMOS MANTER CONTATO!

Receba um resumo semanal de todas as notícias e artigos da Divernet Máscara de mergulho
Não fazemos spam! Leia nosso política de privacidade para mais informações.
Subscrever
Receber por
convidado

0 Comentários
Comentários em linha
Ver todos os comentários

Entre em contato

0
Adoraria seus pensamentos, por favor, comente.x