5 maneiras de melhorar a conservação marinha na Grã-Bretanha

Um ringneck blenny em Firestone Bay, Plymouth (Keith Hiscock, CC BY-ND)
Um ringneck blenny em Firestone Bay, Plymouth (Keith Hiscock, CC BY-ND)

Atualizado pela última vez em 1 de julho de 2024 por Steve Weinman

KEITH HISCOCK, da Associação Biológica Marinha, apresentou algumas sugestões

A vida marinha nos mares ao redor da Grã-Bretanha é diversificada: desde anêmonas coloridas em poças rochosas até enormes tubarões-frade. Os nossos oceanos são importantes do ponto de vista social e económico – fornecem-nos alimentos saudáveis ​​e outros recursos, beneficiam a nossa saúde mental e bem-estar físico e oferecem inúmeras oportunidades recreativas, desde a pesca aos desportos aquáticos.

Meta global da ONU para proteger 30% da população mundial oceanos até 2030 envolver o estabelecimento de mais áreas marinhas protegidas (AMP).

A conservação da biodiversidade depende da compreensão de como funciona um ambiente, do que pode ameaçar os seus habitats e espécies e da melhor forma de restaurar o que foi danificado.

Como cientista marinho que trabalha neste campo há mais de cinco décadas, preocupa-me que, embora a conservação marinha em toda a Grã-Bretanha tenha demonstrado algum sucesso, muitas das ferramentas que estão em uso hoje são irrelevantes, quebradas, cegas ou ausentes.

Aqui estão cinco maneiras de melhorar a conservação da biodiversidade marinha na Grã-Bretanha:

1. Reconsidere a conectividade

Os consultores de conservação marinha referem-se frequentemente a “distâncias de conectividade” – garantindo que as espécies serão capazes de se deslocar ou recolonizar locais, especialmente locais separados. áreas marinhas protegidas.

Em terra, corredores de vida selvagem são áreas como sebes que ligam habitats e espécies. No entanto, o mar é um meio fluido através do qual os animais marinhos podem viajar. As espécies que migram (inclusive em seus estágios jovens como larvas) podem nadar ou flutuar na água. Assim, habitats isolados de recifes, por exemplo, não precisam estar fisicamente unidos, pois podem precisar estar em terra.

As considerações de conectividade são, no entanto, importantes quando existem áreas separadas de reprodução, alimentação ou repouso para uma espécie, ou quando se considera o potencial de recuperação de danos ou perdas.

esponjas laranja coloridas no fundo do mar cinza debaixo d'água
Vida marinha rara, escassa e sensível em uma das Zonas de Conservação Marinha das Ilhas Scilly, que lista apenas lagostas e rochas intertidais de energia moderada para proteção (Keith Hiscock, CC BY-ND)

A conectividade não precisa de ser tão priorizada como acontece em terra – aceitar isto poupará tempo e evitará a concepção inadequada de AMPs, uma vez que uma rede. Abandonar o conceito de redes poderia aumentar a designação de locais onde ocorrem espécies e habitats ameaçados.

2. Repensar a viabilidade

A viabilidade, neste caso, refere-se à habilidade de uma espécie marinha viver, crescer e reproduzir-se numa AMP. O tamanho de uma área protegida varia de acordo com o contexto, pelo que um tamanho mínimo definido nem sempre é transferível para todas as espécies ou habitats.

Por exemplo, anémonas ou corais ligados a um pequeno recife dependem da coluna de água para obter nutrientes e só precisam dessa área protegida, enquanto os peixes que se movimentam podem precisar de um território de alimentação maior.

A má utilização do conhecimento que já temos sobre como as criaturas marinhas sobrevivem e prosperam levou à definição de limites mínimos de tamanho para as AMP – mas por vezes áreas mais pequenas seriam realmente viáveis ​​e valiosas.

Por exemplo, Ilha Lundy no Canal de Bristol é uma zona de proibição de captura bem sucedida (uma área onde não é permitida a pesca), mas, com apenas 4 km de comprimento, não cumpre o requisito de tamanho mínimo de 5 km para ser classificada como uma área marinha inglesa altamente protegida com o proteção mais rigorosa possível.

Portanto, melhor aproveitamento é necessário conhecimento científico adaptar as medidas de conservação de acordo com as necessidades das espécies e habitats específicos protegidos.

3. Avalie as ameaças com mais precisão

Os conselheiros governamentais e as autoridades licenciadoras necessitam de listas de referência de espécies e habitats que são raros, escassos, valorizados ou sensíveis às pressões provocadas pelas actividades humanas.

Uma actividade humana pode representar uma ameaça grave para uma espécie marinha, mas não para outra. A avaliação do grau de ameaça – a quantidade de risco que representa para a vida selvagem marinha por algo como a dragagem ou a pesca de arrasto – precisa de se basear nas mais recentes evidências científicas e no tipo de abordagem sistemática desenvolvida pelo Rede de informação da vida marinha base de dados.

A maioria (60%) dos habitats do nordeste do Atlântico não são considerados para proteção contra atividades humanas devido à falta de dados sobre o declínio populacional, distribuição geográfica ou raridade das espécies associadas.

mergulhador em roupa de neoprene debaixo d'água, nadando sobre ervas marinhas no fundo do mar arenoso, oceano azul
O leito de ervas marinhas em Skomer não se qualificou como elemento designado porque era menor do que o mínimo especificado (Blaise Bullimore, CC BY-ND)

A raridade é uma consideração útil, mas o catálogo de espécies nacionalmente raras e escassas foi publicado pela última vez em 1996. Desde então, houve extensões de distribuição de espécies do Nordeste do Atlântico para a Grã-Bretanha (como o ringneck blenny) e espécies novas para a ciência foram descritas.

As diferenças nas histórias de vida das espécies também precisam de ser tidas em conta ao considerar o grau de ameaça e mais espécies e habitats avaliados para sensibilidade or insubstituibilidade.

Animais com ciclos de vida contrastantes necessitam de respostas diferentes. Algumas larvas têm vida curta e crescimento rápido, outras têm vida longa e crescimento lento, enquanto algumas se dispersam amplamente. Essas variações precisam ser consideradas.

Problemas de deficiência de dados foram amplamente superados através do Recursos marinhos de importância nacional iniciativa e uma lista definida pela primeira vez em 2003 – esta iniciativa precisa de ser ressuscitada e actualizada regularmente.

4. Reduza a necessidade de licenciamento

Vários cientistas com quem falei concordam que a burocracia excessiva, por parte da Organização de Gestão Marinha em particular, envolve frequentemente procedimentos de licenciamento complicados e morosos que podem sufocar estudos científicos que informam a conservação.

Minha própria inscrição para observar e fotografar cavalos-marinhos levou 102 dias para ser processada. Os projectos de conservação marinha necessitam de mais orientação e menos licenciamento.

5. Melhore a gestão

As Áreas Marinhas Protegidas são frequentemente vistas como apenas linhas num mapa sem regimes de gestão. Cada um precisa de um plano de gestão claro que identifique todas as espécies e habitats que precisam de proteção naquele local.

Algumas abordagens foram recentemente adoptadas e são promissoras: a abordagem de todo o site considera a integridade de um site como um todo, não apenas recursos designados, enquanto Áreas Marinhas Altamente Protegidas proibir atividades extrativas (principalmente pesca) e destrutivas (como dragagem), permitindo apenas níveis não prejudiciais de outras atividades, como esportes aquáticos recreativos.

É hora de jogar fora as ferramentas que não funcionam, afiar as que são rombas, restabelecer as abandonadas, mas eficazes, e criar novas ferramentas. Listas, bases de dados e websites precisam ser constantemente atualizados com informações de fácil compreensão – mesmo por não-cientistas.

Em última análise, uma monitorização mais consistente do estado dos nossos mares sustenta o sucesso da conservação marinha.

KEITH HISCOCK é Associate Fellow da Associação Biológica Marinha.

Este artigo foi republicado a partir de A Conversação sob uma licença Creative Commons. Leia o artigo original

Também na Divernet: ESTAÇÕES NO MAR, PRESENTES PARA MERGULHADORES – LIVROS PARA TODOS OS GOSTOS, MORRE O PIONEIRO DE MERGULHO BRITÂNICO BOB FORSTER

@stanleysadventres #AskMark Quais são algumas coisas que você gostaria de ter descoberto antes de começar a mergulhar? #scuba #scubadiving #scubadiver LINKS Torne-se um fã: https://www.scubadivermag.com/join Compras de equipamentos: https://www.scubadivermag.com/affiliate/dive-gear ---------- -------------------------------------------------- ----------------------- NOSSOS SITES Website: https://www.scubadivermag.com ➡️ Mergulho, Fotografia Subaquática, Dicas e Conselhos, Avaliações de Equipamentos de Mergulho Site: https://www.divernet.com ➡️ Notícias de mergulho, fotografia subaquática, dicas e conselhos, site de relatórios de viagem: https://www.godivingshow.com ➡️ Site do único show de mergulho no Reino Unido: https:// www.rorkmedia.com ➡️ Para publicidade dentro de nossas marcas --------------------------------------- -------------------------------------------- SIGA-NOS NAS MÍDIAS SOCIAIS FACEBOOK : https://www.facebook.com/scubadivermag TWITTER: https://twitter.com/scubadivermag INSTAGRAM: https://www.instagram.com/scubadivermagazine Temos parceria com https://www.scuba.com e https ://www.mikesdivestore.com para todos os seus equipamentos essenciais. Considere usar o link de afiliado acima para apoiar o canal. As informações contidas neste vídeo não pretendem nem implicam substituir o treinamento profissional de SCUBA. Todo o conteúdo, incluindo textos, gráficos, imagens e informações contidos neste vídeo é apenas para fins de informação geral e não substitui o treinamento de um instrutor de mergulho qualificado.

@stanleysadventres
#AskMark Quais são algumas coisas que você gostaria de ter descoberto antes de começar a mergulhar?

#scuba #scubadiving #scubadiver
LINKS

Torne-se um fã: https://www.scubadivermag.com/join
Compras de equipamentos: https://www.scubadivermag.com/affiliate/dive-gear
-------------------------------------------------- ---------------------------------
NOSSOS SITES

Site: https://www.scubadivermag.com ➡️ Mergulho, Fotografia Subaquática, Dicas e Conselhos, Avaliações de Equipamentos de Mergulho
Site: https://www.divernet.com ➡️ Notícias sobre mergulho, fotografia subaquática, dicas e conselhos, relatórios de viagens
Site: https://www.godivingshow.com ➡️ O único show de mergulho no Reino Unido
Site: https://www.rorkmedia.com ➡️ Para publicidade dentro de nossas marcas
-------------------------------------------------- ---------------------------------
SIGA-NOS NA MÍDIA SOCIAL

FACEBOOK: https://www.facebook.com/scubadivermag
TWITTER: https://twitter.com/scubadivermag
INSTAGRAM: https://www.instagram.com/scubadivermagazine

Temos parceria com https://www.scuba.com e https://www.mikesdivestore.com para todos os seus equipamentos essenciais. Considere usar o link de afiliado acima para apoiar o canal.

As informações contidas neste vídeo não pretendem nem implicam substituir o treinamento profissional de SCUBA. Todo o conteúdo, incluindo textos, gráficos, imagens e informações contidos neste vídeo é apenas para fins de informação geral e não substitui o treinamento de um instrutor de mergulho qualificado.

YouTube Video UEw2X2VCMS1KYWdWbXFQSGV1YW84WVRHb2pFNkl3WlRSZS41MkJFMDEwMDIxMkRDREQ3

O que você gostaria de saber agora quando começou a mergulhar? #askmark

@jaketarren #askmark, Ei! Ouvinte de longa data, chamador pela primeira vez, etc. Usei um BP/W para minha primeira série e estou tendo muita dificuldade em manter o inflador de energia no ombro; a mangueira corrugada continua saindo do meu ombro e ficando torcida ou simplesmente acabando atrás da placa traseira e pendurada na parte de trás da asa. Existe algo que eu possa adicionar ao meu arnês para mantê-lo no lugar? Não quero amarrá-lo ao anel D, pois não seria capaz de levantá-lo para esvaziar. Estou usando a asa barata do DGX Gears como referência. Obrigado! #scuba #scubadiving #scubadiver LINKS Torne-se um fã: https://www.scubadivermag.com/join Compras de equipamentos: https://www.scubadivermag.com/affiliate/dive-gear ---------- -------------------------------------------------- ----------------------- NOSSOS SITES Website: https://www.scubadivermag.com ➡️ Mergulho, Fotografia Subaquática, Dicas e Conselhos, Avaliações de Equipamentos de Mergulho Site: https://www.divernet.com ➡️ Notícias de mergulho, fotografia subaquática, dicas e conselhos, site de relatórios de viagens: https://www.godivingshow.com ➡️ Site do único show de mergulho no Reino Unido: https:// www.rorkmedia.com ➡️ Para publicidade dentro de nossas marcas --------------------------------------- -------------------------------------------- SIGA-NOS NAS MÍDIAS SOCIAIS FACEBOOK : https://www.facebook.com/scubadivermag TWITTER: https://twitter.com/scubadivermag INSTAGRAM: https://www.instagram.com/scubadivermagazine Temos parceria com https://www.scuba.com e https ://www.mikesdivestore.com para todos os seus equipamentos essenciais. Considere usar o link de afiliado acima para apoiar o canal. As informações contidas neste vídeo não pretendem nem implicam substituir o treinamento profissional de SCUBA. Todo o conteúdo, incluindo textos, gráficos, imagens e informações contidos neste vídeo é apenas para fins de informação geral e não substitui o treinamento de um instrutor de mergulho qualificado.

@jaketarren
#askmark, Ei! Ouvinte de longa data, chamador pela primeira vez, etc. Usei um BP / W para minha primeira série e estou tendo muita dificuldade em manter o inflador de energia no ombro; a mangueira corrugada continua saindo do meu ombro e ficando torcida ou simplesmente terminando atrás da placa traseira e pendurada na parte de trás da asa. Existe algo que eu possa adicionar ao meu arnês para mantê-lo no lugar? Não quero amarrá-lo ao anel D, pois não seria capaz de levantá-lo para esvaziar. Estou usando a asa barata do DGX Gears como referência. Obrigado!

#scuba #scubadiving #scubadiver
LINKS

Torne-se um fã: https://www.scubadivermag.com/join
Compras de equipamentos: https://www.scubadivermag.com/affiliate/dive-gear
-------------------------------------------------- ---------------------------------
NOSSOS SITES

Site: https://www.scubadivermag.com ➡️ Mergulho, Fotografia Subaquática, Dicas e Conselhos, Avaliações de Equipamentos de Mergulho
Site: https://www.divernet.com ➡️ Notícias sobre mergulho, fotografia subaquática, dicas e conselhos, relatórios de viagens
Site: https://www.godivingshow.com ➡️ O único show de mergulho no Reino Unido
Site: https://www.rorkmedia.com ➡️ Para publicidade dentro de nossas marcas
-------------------------------------------------- ---------------------------------
SIGA-NOS NA MÍDIA SOCIAL

FACEBOOK: https://www.facebook.com/scubadivermag
TWITTER: https://twitter.com/scubadivermag
INSTAGRAM: https://www.instagram.com/scubadivermagazine

Temos parceria com https://www.scuba.com e https://www.mikesdivestore.com para todos os seus equipamentos essenciais. Considere usar o link de afiliado acima para apoiar o canal.

As informações contidas neste vídeo não pretendem nem implicam substituir o treinamento profissional de SCUBA. Todo o conteúdo, incluindo textos, gráficos, imagens e informações contidos neste vídeo é apenas para fins de informação geral e não substitui o treinamento de um instrutor de mergulho qualificado.

YouTube Video UEw2X2VCMS1KYWdWbXFQSGV1YW84WVRHb2pFNkl3WlRSZS4xODVDRjcwQzY3NkIxNjYz

Como você mantém sua mangueira corrugada BCD no lugar? #askmark

#scuba #scubadiving #scubadiver LINKS Tratamentos de ouvido em Scuba.com: https://imp.i302817.net/Mm9qL3 Torne-se um fã: https://www.scubadivermag.com/join Compras de equipamentos: https://www.scubadivermag .com/affiliate/dive-gear ------------------------------------------ ----------------------------------------- NOSSOS SITES Site: https://www .scubadivermag.com ➡️ Mergulho, Fotografia Subaquática, Dicas e Conselhos, Site de Avaliações de Equipamentos de Mergulho: https://www.divernet.com ➡️ Notícias de Mergulho, Fotografia Subaquática, Dicas e Conselhos, Site de Relatórios de Viagem: https://www. godivingshow.com ➡️ O único show de mergulho no Reino Unido Site: https://www.rorkmedia.com ➡️ Para publicidade dentro de nossas marcas --------------------- -------------------------------------------------- ------------ SIGA-NOS NAS MÍDIAS SOCIAIS FACEBOOK: https://www.facebook.com/scubadivermag TWITTER: https://twitter.com/scubadivermag INSTAGRAM: https://www.instagram .com/scubadivermagazine Temos parceria com https://www.scuba.com e https://www.mikesdivestore.com para todos os seus equipamentos essenciais. Considere usar o link de afiliado acima para apoiar o canal. As informações contidas neste vídeo não pretendem nem implicam substituir o treinamento profissional de SCUBA. Todo o conteúdo, incluindo textos, gráficos, imagens e informações contidos neste vídeo é apenas para fins de informação geral e não substitui o treinamento de um instrutor de mergulho qualificado. 00:00 Introdução 01:17 Orelhas 05:13 Scuba.com 06:05 Hidratar 08:12 Limpar

#scuba #scubadiving #scubadiver
LINKS
Tratamentos de ouvido em Scuba.com:
https://imp.i302817.net/Mm9qL3

Torne-se um fã: https://www.scubadivermag.com/join
Compras de equipamentos: https://www.scubadivermag.com/affiliate/dive-gear
-------------------------------------------------- ---------------------------------
NOSSOS SITES

Site: https://www.scubadivermag.com ➡️ Mergulho, Fotografia Subaquática, Dicas e Conselhos, Avaliações de Equipamentos de Mergulho
Site: https://www.divernet.com ➡️ Notícias sobre mergulho, fotografia subaquática, dicas e conselhos, relatórios de viagens
Site: https://www.godivingshow.com ➡️ O único show de mergulho no Reino Unido
Site: https://www.rorkmedia.com ➡️ Para publicidade dentro de nossas marcas
-------------------------------------------------- ---------------------------------
SIGA-NOS NA MÍDIA SOCIAL

FACEBOOK: https://www.facebook.com/scubadivermag
TWITTER: https://twitter.com/scubadivermag
INSTAGRAM: https://www.instagram.com/scubadivermagazine

Temos parceria com https://www.scuba.com e https://www.mikesdivestore.com para todos os seus equipamentos essenciais. Considere usar o link de afiliado acima para apoiar o canal.

As informações contidas neste vídeo não pretendem nem implicam substituir o treinamento profissional de SCUBA. Todo o conteúdo, incluindo textos, gráficos, imagens e informações contidos neste vídeo é apenas para fins de informação geral e não substitui o treinamento de um instrutor de mergulho qualificado.
00: 00 Introdução
01:17 Orelhas
05:13 Scuba.com
06:05 Hidratar
08:12 Limpar

YouTube Video UEw2X2VCMS1KYWdWbXFQSGV1YW84WVRHb2pFNkl3WlRSZS42QTlDMjkyRjNGMEYwQzcz

Cuidados corporais pós-mergulho #scuba #howto

VAMOS MANTER CONTATO!

Receba um resumo semanal de todas as notícias e artigos da Divernet Máscara de mergulho
Não fazemos spam! Leia nosso política de privacidade para mais informações.


Subscrever
Receber por
convidado

0 Comentários
Comentários em linha
Ver todos os comentários
Comentários Recentes
Notícias recentes

Entre em contato

0
Adoraria seus pensamentos, por favor, comente.x