Morre Emory Kristof, fotógrafo do Titanic

O fotógrafo subaquático Emory Kristof, que morreu aos 80 anos
O fotógrafo subaquático Emory Kristof, que morreu aos 80 anos

O fotógrafo subaquático norte-americano Emory Kristof, cujo extenso trabalho incluiu as imagens icônicas do Titânico capturado após sua descoberta há 38 anos, morreu aos 80 anos. 

Kristof criou os projetos preliminares do Argon sistema de câmera eletrônica de veículo de alto mar, usado na expedição de Robert Ballard/Jean-Louis Michel que localizou os destroços profundos em 1985. Ele ficou conhecido por suas inovações no desenvolvimento e uso de ROV e câmeras e iluminação submersíveis.

Veja também: Scanners do Titanic detectam colar de Megalodon

Pôster do Titânica
Pôster do Titânica

Em 1991, ele passou cerca de 50 horas em mergulhos submersíveis no Titânico para produzir imagens assustadoras dos destroços com a ajuda de um novo sistema de iluminação de alta intensidade. Foi o filme IMAX resultante Titânico que inspirou James Cameron a fazer seu próprio filme sobre o naufrágio, com Kristof assessorando na videografia e iluminação.

Nascido em 19 de novembro de 1942 em Laurel, Maryland, Kristof desenvolveu um amor pela ciência, engenharia e fotografia e – inspirado pelo trabalho de Jacques Cousteau O Mundo Silencioso - mergulho.

Ele se formou em jornalismo na Universidade de Maryland em 1964 e naquele ano tornou-se fotógrafo da equipe do Geografia nacional, onde trabalhava como estagiário.

"Se eu quisesse vagar pelo mundo e fazer todas essas coisas legais, a Geographic era onde estava o dinheiro," ele disse AquaCorps revista em 1995. “Basicamente, pensei que ter um cartão American Express ilimitado, um pacote de seis Nikons e todos os filmes que pudesse filmar – isso não era ruim. " 

Para esse investimento, a revista esperava fotojornalismo da mais alta qualidade, e o fato de que nos 30 anos seguintes Kristof produziu cerca de 40 artigos, a maioria deles registrando grandes expedições submarinas, mostrou que ele era capaz de entregar.

Aventura submarina

Sua carreira começou cobrindo uma escavação arqueológica de artefatos vikings em Newfoundland, mas ele fez o possível para incluir a aventura submarina no maior número possível de suas atribuições.

Em 1977, por exemplo, ele participou de uma expedição que descobriu as profundas aberturas vulcânicas da Fenda de Galápagos e escreveu seis artigos sobre a vida marinha incomum que habitava esses fenômenos de águas quentes.

Ele liderou pesquisas fotográficas de 1864 Alabama naufragou no norte da França em 1992 e no ano seguinte mergulhou no recentemente descoberto século XVI San Diego nas Filipinas, ambos naufrágios na faixa de 50-60m.

Muitas das expedições de Kristof foram realizadas com os exploradores canadenses Joseph MacInnis e Phil Nuytten, incluindo a exploração do pão-de-ló, o naufrágio mais conhecido ao norte do mundo, e uma iniciativa de 1995 que ele liderou para recuperar o sino do Edmund Fitzgerald, 160m de profundidade no Lago Superior. Isso resultou nas primeiras imagens de TV em águas profundas de alta definição.

Com MacInnis e o explorador russo Anatoly Sagalevich, Kristof participou de uma descida submersível de 5 km até Kings Trough, no Atlântico Norte. Ele também conduziu uma expedição escocesa para investigar a existência do Monstro do Lago Ness – “Acho que esse trabalho resultou na imagem de enguia mais cara já produzida”, disse ele mais tarde.

Kristof morreu em 6 de fevereiro em Northfield, Massachusetts. Descrevendo-o como uma lenda da exploração oceânica do século 21, o fotógrafo subaquático Michael AW disse que as conquistas de seu “mentor, inspiração e herói… escalam mais alto que o Monte Everest e mais profundo que a Fossa das Marianas”.  

Também na Divernet: Ernesto Brooks, Dan Burton, Phil Smith, Andy Jackson, Dray Van Beeck

VAMOS MANTER CONTATO!

Receba um resumo semanal de todas as notícias e artigos da Divernet Máscara de mergulho
Não fazemos spam! Leia nosso política de privacidade para mais informações.
Subscrever
Receber por
convidado

0 Comentários
Comentários em linha
Ver todos os comentários

Entre em contato

0
Adoraria seus pensamentos, por favor, comente.x