Aquecimento e ventos impulsionam águas-vivas alienígenas para o Reino Unido

Caravela portuguesa - um elevado valor de 9.4% do total (Joanna Clegg / MCS)
Caravela portuguesa - um elevado valor de 9.4% do total (Joanna Clegg / MCS)

Confesse se você não percebeu que hoje é o Dia Mundial das Medusas (3 de novembro), mas para marcar a ocasião, a Sociedade de Conservação Marinha lançou seu primeiro relatório de avistamentos de vida selvagem.

Isto baseia-se nas descobertas ao longo de um período de 12 meses do projeto de longa data de ciência cidadã da instituição de caridade do Reino Unido, que pede ao público que relate avistamentos de águas-vivas e tartarugas marinhas nas costas do Reino Unido e da Irlanda e ajuda a identificar tendências de distribuição. 

Também serve como um lembrete aos fotógrafos subaquáticos das oportunidades crescentes que estas espécies fotogénicas podem oferecer nas águas nacionais.

Água-viva bússola (Peter Bardsley / MCS)
Água-viva bússola – 23.3% (Peter Bardsley/MCS)

Um total de 1,315 avistamentos de águas-vivas foram relatados no período entre 1 de outubro de 2021 e 30 de setembro de 2022, com oito espécies familiares dominando – mas três visitantes menos comuns também foram avistados, aumentando em número de 5 para 9%.

As águas-vivas da bússola e da lua representaram 46% de todos os avistamentos, quase igualmente divididas em número e frequentemente vistas em grupos ou “smacks” de mais de 100. A água-viva juba de leão ficou em terceiro lugar (9.4%), seguida de perto pelo azul (8.7%)

Água-viva lunar (Mark Kirkland / MCS)
Água-viva lunar – 23% (Mark Kirkland/MCS)

As tempestades em Outubro de 2021 e Fevereiro de 2022 levaram a um aumento de 2% nos avistamentos de navios de guerra portugueses. Esses vagabundos do oceano aberto lembram águas-vivas, mas na verdade são sifonóforos. Durante o período em análise, fortes ventos de oeste levaram-nos através do Atlântico para aparecer no sudoeste de Inglaterra e na costa oeste da Escócia.

Às vezes, encalhavam ao mesmo tempo caracóis marinhos violetas, flutuando na superfície em jangadas e alimentando-se do navio de guerra português.

Outros visitantes raros foram as medusas cristalinas bioluminescentes, geralmente encontradas no Pacífico, mas cujo número aumentou para representar 3% do total de avistamentos, e groselhas marinhas (1%) – em ambos os casos, as percentagens mais elevadas reportadas até à data.

Água-viva juba de leão (Kirsty Andrews/MCS)
Água-viva juba de leão – 17.3% (Kirsty Andrews/MCS)
Água-viva azul (Peter Bardsley/MCS)
Água-viva azul – 8.5% (Peter Bardsley/MCS)

As tartarugas marinhas visitam o Reino Unido no verão para se alimentarem de águas-vivas, e seis das 11 relatadas eram tartarugas-de-couro vivas, a maior espécie, na costa escocesa. Os dados das tartarugas são incluídos no relatório anual sobre encalhes do Grupo de Implementação de Tartarugas.

Os relatórios de rastreio do MCS, especialmente de espécies mais raras de medusas, podem mostrar como o aquecimento das temperaturas do mar pode estar a afetar a sua diversidade no Reino Unido. O conjunto de dados de longo prazo também pode ajudar a prever onde podem ocorrer grandes proliferações de águas-vivas, para ajudar a aliviar os problemas que podem causar às indústrias marítimas.

Água-viva de barril (Peter Bardsley/MCS)
Água-viva de barril – 6.1% (Peter Bardsley/MCS)
Marinheiros à deriva – 2.4% (Jonathan Smith/MCS)
Marinheiros à deriva – 2.4% (Jonathan Smith/MCS)

O MCS comemora o 20º ano da sua pesquisa nacional de águas-vivas no próximo ano. “Investigar as relações entre as espécies pode ajudar-nos a descobrir mais sobre o nosso incrível mundo subaquático e como este pode estar a mudar em resposta a coisas como as alterações climáticas”, disse Amy Pilsbury, líder do projecto de ciência cidadã do MCS. “Um enorme obrigado a todos que relataram seus avistamentos.”

Ferrão malva (Peter Bardsley / MCS)
Ferrão malva – 0.8% (Peter Bardsley / MCS)

A Sociedade de Conservação Marinha O projeto é financiado pelo Green Recovery Challenge Fund do governo e está sendo entregue pelo National Lottery Heritage Fund em parceria com a Natural England, a Agência Ambiental e a Comissão Florestal.

Também na Divernet: 11 ótimas razões para ser um mergulhador no Reino Unido, Spinnaker fica verde com relógio Hass

VAMOS MANTER CONTATO!

Receba um resumo semanal de todas as notícias e artigos da Divernet Máscara de mergulho
Não fazemos spam! Leia nosso política de privacidade para mais informações.
Subscrever
Receber por
convidado

0 Comentários
Comentários em linha
Ver todos os comentários

Entre em contato

0
Adoraria seus pensamentos, por favor, comente.x