Mergulhador morre em ataque de tubarão

arquivo – Diving NewsDiver morre em ataque de tubarão

Um mergulhador de 60 anos, originário da Grã-Bretanha, morreu depois de encontrar o que se acredita ter sido um grande tubarão branco na costa oeste da Austrália. Ela foi nomeada como Doreen Collyer.

O incidente ocorreu perto de Mindarie Beach, perto de Wanneroo, ao norte de Perth, minutos depois que os salva-vidas emitiram um alerta de tubarão.

Collyer teria mergulhado em busca de lagostins com seu companheiro de mergulho, um homem de 43 anos. Mais tarde, ele relatou que algo grande havia passado por ele enquanto ele estava submerso, mas que ele não conseguia entender. Ao subir, ele viu uma “comoção na água” e descobriu que Collyer havia sofrido ferimentos graves. 

A Polícia da Austrália Ocidental informou que três pescadores próximos viram um tubarão que descreveram como sendo mais longo do que o seu barco de 5.5 metros. Eles levaram os dois mergulhadores a bordo e foram recebidos por uma ambulância e pela polícia em terra, mas Collyer já estava morto. 

O Departamento de Pesca do estado disse mais tarde que era provável que um grande tubarão branco com mais de 3 metros tivesse causado a fatalidade. As praias da região foram fechadas e tambores foram montados em uma tentativa de capturá-lo.

De acordo com a ABC News, Collyer emigrou da Inglaterra há cinco anos para ficar com sua família e tornou-se cidadã australiana e também Águas Abertas Avançadas Mergulhador. Ela trabalhou como professora em uma faculdade de enfermagem.

Dias antes, um surfista havia morrido devido aos ferimentos sofridos após ser atacado por um que também se acreditava ser um grande tubarão branco, 60 milhas mais ao norte. 

Dez pessoas morreram devido a ataques de tubarões na Austrália Ocidental nos últimos seis anos, embora os ataques a mergulhadores sejam relativamente raros (7% no ano passado). O estado realizou um abate há dois anos, gerando protestos de conservacionistas. 

De acordo com o Arquivo Internacional de Ataques de Tubarões (ISAF), a Austrália viu 593 ataques de tubarões no ano passado, 79 deles na Austrália Ocidental.

O ano de 2015 registou um número recorde de ataques em todo o mundo, que a ISAF atribuiu, em parte, aos mares mais quentes. “As temperaturas dos oceanos, que aumentam no início da temporada e aquecem uma faixa maior da costa, atraem tubarões e humanos para as mesmas águas”, diz o curador do arquivo, George Burgess. “Podemos e devemos esperar que o número de ataques aumente a cada ano.” 

DIVERNET – O Maior Online Recurso para mergulhadores

06-Jun-16

VAMOS MANTER CONTATO!

Receba um resumo semanal de todas as notícias e artigos da Divernet Máscara de mergulho
Não fazemos spam! Leia nosso política de privacidade para mais informações.
Subscrever
Receber por
convidado

0 Comentários
Comentários em linha
Ver todos os comentários

Entre em contato

0
Adoraria seus pensamentos, por favor, comente.x