Capitão Conceição acusado; Processo da Gruta resolvido

NOTÍCIAS DE MERGULHO

Capitão Conceição acusado; Processo da Gruta resolvido

Concepção NTSB 800x402 1

Jerry Nehl Boylan, capitão do Projeto dive liveaboard that caught fire in Califórnia in September 2019, has been charged with 34 counts of manslaughter – one for each person aboard who died in the blaze.

Se for considerado culpado, o homem de 67 anos poderá enfrentar uma pena máxima de 10 anos de prisão aplicável a cada acusação. O caso será ouvido em um tribunal federal.

Em outubro Divernet informou sobre o relatório do National Transportation Safety Board dos EUA no incêndio, que responsabilizou o operador da frota Truth Aquatics.

Todos os 33 passageiros e um membro da tripulação dormiam abaixo, em um único beliche com meios de fuga limitados, enquanto os outros cinco tripulantes, incluindo Boylan, dormiam acima do convés.

There had been no roving nightwatch, contrary to US law, and the captain was said to have failed to arrange fire treinamento or evacuation drills.

Prosecutor Nick Hanna, US Attorney for the Central District of Califórnia, has stated that the captain “was responsible for the safety and security of the vessel, its crew, and its passengers” and had been charged on account of his “misconduct, negligence and inattention to his duties”.

Os mergulhadores passavam a última noite de uma viagem de mergulho de três dias ancorada na Ilha de Santa Cruz. Quando o capitão e a tripulação foram acordados pelo fogo tentaram resgatá-los, mas logo foram forçados pela fumaça a evacuar a embarcação.

“As a result of the alleged failures of Captain Boylan to follow well-established safety rules, a pleasant férias dive-trip turned into a hellish nightmare as passengers and one crew-member found themselves trapped in a fiery bunkroom with no means of escape,” says the proesecutor’s statement. “The loss of life that day will forever impact the families of the 34 victims.”

2 de Dezembro de 2020

As acusações foram apresentadas ao abrigo de uma lei do século XIX que visa responsabilizar os capitães e tripulantes responsáveis ​​por desastres marítimos. As famílias de todas as vítimas do Conception, exceto uma, entraram com ações judiciais contra a Truth Aquatics e seus proprietários Glen & Dana Fritzler, que também recorreram a uma antiga lei marítima para limitar sua responsabilidade.

*****  ENQUANTO NA COMUNIDADE DOS EUA ilha de Saipan, no Pacífico, o Tribunal Distrital dos EUA para as Ilhas Marianas do Norte rejeitou uma ação por homicídio culposo movida por Madelyn Jones, a viúva do mergulhador norte-americano John Jones.

Detalhes do mergulho fatal de Jones conforme descrito no processo foram relatados na DIVERNET em fevereiro. Entende-se que o arquivamento da ação ocorreu após acordo acordado entre as partes envolvidas e foi entregue “com prejuízo”, o que significa que a ação não pode ser reajuizada.

Jones foi enviado pela Administração Federal de Aviação dos EUA para ajudar a reconstruir o aeroporto internacional de Saipan depois que este sofreu danos causados ​​pelo tufão. Ele e um colega tiraram um dia de folga em 18 de novembro de 2018 e marcaram um mergulho com dois instrutores de mergulho locais.

According to the lawsuit, neither instrutor had asked Jones about his diving experience, warned him about the potential difficulty of the overhead-environment 30m-plus dive at the Grotto site, or obtained his consent to it.

Posteriormente, Jones ficou sem ar e desapareceu. Uma busca em grande escala de seis dias não teve sucesso e ele foi oficialmente declarado morto em março seguinte.

The suit had been brought against instrutor Harry Blalock, owner of local dive-centre Axe Murderer Tours; Joe McDoulett, an instrutor from the Green Flash dive-centre; and treinamento agency PADI Worldwide and PADI Americas. The defendants had been accused of negligence, wrongful death, breach of the US Consumer Protection Act and, in PADI’s case, vicarious liability, all of which they denied.

Madelyn Jones estava pedindo US$ 75,000 mil em indenização, mais custas. As partes devem agora pagar as suas próprias custas judiciais e o tribunal mantém a jurisdição para fazer cumprir o seu acordo.

o maior

VAMOS MANTER CONTATO!

Receba um resumo semanal de todas as notícias e artigos da Divernet Máscara de mergulho
Não fazemos spam! Leia nosso política de privacidade para mais informações.
Subscrever
Receber por
convidado

0 Comentários
Comentários em linha
Ver todos os comentários

Entre em contato

0
Adoraria seus pensamentos, por favor, comente.x