Mistério do tempo de guerra resolvido: Wollongbar II encontrado no Mar da Tasmânia

NOTÍCIAS DE MERGULHO

Foto: Patrimônio NSW

Um cargueiro costeiro australiano que foi torpedeado por um submarino japonês durante a Segunda Guerra Mundial foi descoberto a uma profundidade de 2 metros no Mar da Tasmânia, perto de Nova Gales do Sul.

Arqueólogos do Heritage NSW confirmaram a identidade dos destroços como sendo o Wollongbar II depois de acompanhar os relatórios das comunidades locais de Crescent Head e Port Macquarie. O navio foi uma das muitas vítimas dos ataques japoneses ao longo da costa leste da Austrália durante a Segunda Guerra Mundial.

Veja também: Para onde foi Blythe Star? Mistério de 50 anos resolvido

“Em 1943, um submarino japonês, o I-180, destruiu o navio de carga com dois torpedos, matando 32 pessoas a bordo”, disse o Ministro Interino dos Veteranos, Geoff Lee. “O navio afundou em minutos, com apenas cinco tripulantes sobrevivendo ao ataque.

“Este segredo está escondido no fundo do mar há décadas e a descoberta dará um encerramento para os descendentes e parentes das 32 pessoas que perderam a vida.”

O navio a vapor de parafuso único de 87 m foi construído em 1922 em Glasgow para substituir um navio a vapor anterior de mesmo nome, também naufragado em Nova Gales do Sul, e era propriedade da North Coast Steam Navigation Company.

O primeiro torpedo atingiu a frente da ponte perto do porão número 2, o segundo a bombordo, e o navio se partiu em dois e afundou em dois minutos.

A Wollongbar II carregava 18,000 caixas de manteiga e açúcar, além de bacon.

Muitas das caixas foram levadas para a costa e recuperadas pela população local, que teria gostado de ter provisões até então restritas pelo racionamento durante a guerra.

VAMOS MANTER CONTATO!

Receba um resumo semanal de todas as notícias e artigos da Divernet Máscara de mergulho
Não fazemos spam! Leia nosso política de privacidade para mais informações.
Subscrever
Receber por
convidado

0 Comentários
Comentários em linha
Ver todos os comentários

Entre em contato

0
Adoraria seus pensamentos, por favor, comente.x