Mergulhadores exploram cemitério para hospital de febre amarela

Um mergulhador examina a lápide (C Sproul/NPS)
Um mergulhador examina a lápide (C Sproul/NPS)

Os restos de um hospital de isolamento do século XIX para quem sofria de febre amarela – e um pequeno cemitério para aqueles que não sobreviveram – foram encontrados por mergulhadores arqueológicos numa ilha submersa no Parque Nacional Dry Tortugas, perto de Key West, na Florida.

A descoberta foi feita pelo Serviço Nacional de Parques dos EUA (NPS) arqueólogos em agosto passado, durante um levantamento subaquático do mar ao redor de Fort Jefferson, na ilha de Garden Key, uma estação naval e prisão militar durante a Guerra Civil Americana. A pesquisa de arquivo foi realizada antes que a equipe estivesse pronta para compartilhar suas descobertas. 

Os mergulhadores encontraram até agora apenas uma única sepultura no cemitério. Sua grande lápide, com a inscrição “John Greer, 5 de novembro de 1861”, é feita de um arenito escuro chamado grauvaca, também usado como material de construção no forte. Segundo os registros, porém, dezenas de corpos teriam sido enterrados no local.

Acredita-se que a maioria deles eram soldados servindo ou presos no forte, mas Greer era um civil empregado como operário. 

Um mergulhador esfrega a inscrição da lápide no cemitério submerso (C Sproul / NPS)
Um mergulhador esfrega a inscrição da lápide (C Sproul / NPS)

Prisão militar

Hoje em dia uma atração turística offshore, Fort Jefferson é a maior estrutura de tijolos das Américas e fica no Golfo do México, 68 quilômetros a oeste de Key West. Em 1826, a ilha, rodeada por pequenas ilhas ou ilhotas arenosas, serviu de local para um farol, mas na época da Guerra Civil já tinha sido amplamente fortificada como posto militar estratégico.

Fort Jefferson e as ilhas satélites foram usadas de várias maneiras para fins militares. treinamento, como prisão, hospital e depósito de carvão naval.

Lápide subaquática de John Greer NPS Foto C Sproul
Inscrição na lápide de John Greer (C Sproul / NPS)
Uma aquarela contemporânea não assinada do hospital de isolamento mostra um prédio de dois andares com um pequeno cemitério na frente (NPS)
Uma aquarela contemporânea não assinada do hospital de isolamento mostra um prédio de dois andares com seu próprio pequeno cemitério (NPS)

“Esta descoberta intrigante destaca o potencial para histórias não contadas no Parque Nacional Dry Tortugas, tanto acima quanto abaixo da água”, comentou o diretor do projeto Josh Marano, arqueólogo marítimo dos parques nacionais do sul da Flórida. 

“Embora grande parte da história do Forte Jefferson se concentre na própria fortificação e em alguns de seus infames prisioneiros, estamos trabalhando ativamente para contar as histórias das pessoas escravizadas, mulheres, crianças e trabalhadores civis.”

Fort Jefferson (NPS dos EUA)
Forte Jefferson (NPS)

O número de militares, prisioneiros, engenheiros, pessoal de apoio, trabalhadores e suas famílias, incluindo pessoas escravizadas, cresceu a tal ponto que surtos da febre amarela, doença transmitida por mosquitos, mataram dezenas de pessoas durante epidemias nas décadas de 1860 e 70.

Estruturas pequenas e simples foram construídas em ilhas próximas para serem utilizadas como hospitais de quarentena, num esforço para conter os surtos.

O nome de John Greer aparece em uma lista de trabalhadores em Fort Jefferson
O nome de John Greer aparece em uma lista de trabalhadores em Fort Jefferson datada de 1861 (NPS)

Fort Jefferson foi em grande parte abandonado em 1874, embora entre 1889 e 1900 o Marine Hospital Service tenha localizado novamente um hospital de isolamento em uma das ilhas. Desde então, muitas destas ilhas mudaram, de acordo com o NPS, com as alterações climáticas e as tempestades que fizeram com que algumas “assentassem e sofressem erosão sob as ondas”.

A partir de 1908 a área foi declarada reserva federal de aves e, em 1992, tornou-se parte de um parque nacional protegido. Visitado de Key West, é considerado popular entre mergulhadores e praticantes de snorkel.

Também na Divernet: Furacão atinge histórico naufrágio nas Bermudas, Naufrágio do Gun-Runner da Baía de Liverpool protegido, Resolvido: o mistério do carvão do naufrágio do Barba Negra, Primeiro naufrágio de escravos maias identificado no México

VAMOS MANTER CONTATO!

Receba um resumo semanal de todas as notícias e artigos da Divernet Máscara de mergulho
Não fazemos spam! Leia nosso política de privacidade para mais informações.
Subscrever
Receber por
convidado

0 Comentários
Comentários em linha
Ver todos os comentários

Entre em contato

0
Adoraria seus pensamentos, por favor, comente.x