Primeiros humanos mergulham nas profundezas de Emden, na fossa das Filipinas

Victor Vescovo e Dr. Deo Onda. (Foto: Expedições EYOS)
Victor Vescovo e Dr. Deo Onda. (Foto: Expedições EYOS)

NOTÍCIAS DE MERGULHO

Emden profundamente no Trincheira das Filipinas, que é o terceiro ponto mais profundo do mundo depois de Challenger Deep (Fossa de Mariana) e Horizon Deep (Fossa de Tonga), foi explorado por um submersível tripulado pela primeira vez.

Os dois ocupantes Fator limitante, seu proprietário-piloto americano Victor Vescovo e o cientista marinho filipino Dr. Deo Florence Onda, desceram para 10.045 km em 29 de março, durante uma viagem liderada pelo operador de expedição de super iates EYOS Expeditions.

“É raro nesta era moderna ser capaz de explorar genuinamente; ir aonde nenhum ser humano jamais esteve”, comentou o líder da expedição, Kelvin Murray. “As potenciais descobertas nestes locais serão muito interessantes e cada mergulho parece produzir algo novo e excitante.”

Não que houvesse muito para ver no fundo da Fossa das Filipinas. A descida durou quatro horas e os mergulhadores passaram três horas no fundo do mar, percorrendo mais de 2 km de sedimentos macios e ondulados. A visibilidade foi relatada como excelente, mas pouco vida marinha era evidente – Vescovo descreveu a vista como “pacífica”. Fator limitante levou 3.5 horas para subir de volta à nave-mãe Queda de pressão.

Dr. Deo Onda, professor associado da Universidade do Ciência Marinha das Filipinas Instituto, especializado em oceanografia microbiana. “Esta foi uma oportunidade única na vida, uma oportunidade de ver a Fossa das Filipinas pela primeira vez e de carregar comigo a bandeira da nossa nação”, disse ele. “Somos uma nação marítima, mas este recanto oculto do nosso ambiente marítimo permaneceu inexplorado até hoje.”

A área profunda recebe o nome do navio alemão Emden, que o descobriu em 1927.

O submersível Triton 36000/2 da Vescovo é o primeiro a ser certificado para mergulho a profundidades ilimitadas. Usando a nave, ele já havia alcançado sua missão de ser o primeiro humano a alcançar o ponto mais profundo em cada um dos cinco oceanos do mundo em 2019.

Sobrenome anel do ano da Expedição Fire incluiu mais mergulhos no Challenger Deep, que fica a 10.928 km.

Outro mergulho no Emden Deep seria realizado em 30 de março, com o Prof Alan Jamieson, da Universidade da Austrália Ocidental, uma autoridade na Zona Hadal (abaixo de 6 km), a ser realizado em Fator limitante.

VAMOS MANTER CONTATO!

Receba um resumo semanal de todas as notícias e artigos da Divernet Máscara de mergulho
Não fazemos spam! Leia nosso política de privacidade para mais informações.
Subscrever
Receber por
convidado

0 Comentários
Comentários em linha
Ver todos os comentários

Entre em contato

0
Adoraria seus pensamentos, por favor, comente.x