Mergulhadores israelenses em missão fluvial na Hungria

NOTÍCIAS DE MERGULHO

Mergulhadores israelenses em missão fluvial na Hungria

ZAKA

Foto: ZAKA.

Uma equipe de mergulhadores israelenses está montando uma operação no Danúbio, em Budapeste, a partir de hoje (15 de janeiro) – sua tarefa é recuperar os ossos de algumas das dezenas de milhares de vítimas húngaras do Holocausto que foram baleadas e jogadas no rio em 1944.

A ZAKA, o principal organismo voluntário de resgate e recuperação de Israel, afirma ter recebido permissão para recuperar os ossos, na sequência de uma recente reunião entre os ministros do Interior da Hungria e de Israel, que concluiu três anos de negociações “prolongadas”.

15 de Janeiro de 2019

Os judeus húngaros, que até outubro de 1944 foram protegidos pelo regime de guerra do país, foram acusados ​​de serem sabotadores pelo partido pró-nazista Arrow Cross. Logo depois que Arrow Cross ganhou o poder, membros do partido executaram as vítimas em uma ponte sobre um rio.

A equipa de mergulho, ciente de que as fortes correntes, o tráfego de barcos, as reparações nas pontes e os efeitos dos 75 anos de imersão nos corpos apresentam desafios logísticos consideráveis, pretende localizar os restos mortais através de sonar antes de realizar os mergulhos.

O governo húngaro ofereceu-se para ajudar, disponibilizando especialistas em buscas nos leitos dos rios.

Falando das vítimas, o presidente da ZAKA, Yehuda Meshi-Zahav, disse: “Vemos isto como uma missão da mais alta ordem e valor, fazer tudo o que pudermos para finalmente levá-los ao enterro de acordo com a lei judaica”.

VAMOS MANTER CONTATO!

Receba um resumo semanal de todas as notícias e artigos da Divernet Máscara de mergulho
Não fazemos spam! Leia nosso política de privacidade para mais informações.
Subscrever
Receber por
convidado

0 Comentários
Comentários em linha
Ver todos os comentários

Entre em contato

0
Adoraria seus pensamentos, por favor, comente.x