Mergulhador de Trinidad sobrevive 16 horas perdido no mar

NOTÍCIAS DE MERGULHO

Mergulhador de Trinidad sobrevive 16 horas perdido no mar

Bugros

Um pescador submarino que desapareceu de seu barco ao largo de Trinidad conseguiu nadar de volta à costa depois de passar 16 horas nas águas do Atlântico.

Christopher Bugros, 24 anos, foi separado dos outros dois mergulhadores do seu grupo num mergulho matinal em alto mar, no nordeste da ilha, na última quarta-feira (10 de abril).

De acordo com relatos locais, foi a combinação de um grande tubarão-touro passando pelos mergulhadores e poderosas correntes subterrâneas que causou a separação. Os outros emergiram e conseguiram voltar para o barco.

13 de Abril de 2019

Bugros emergiu a cerca de um quilômetro do navio, mas nas condições difíceis não conseguiu atrair a atenção com seu apito ou acenando. Mais tarde, ele viu o barco sair da área para reabastecer e o viu retornar mais tarde para continuar a busca por ele, mas novamente os ocupantes não conseguiram avistá-lo.

Na tentativa de nadar de volta para pousar, o mergulhador, que já havia descartado os pesos, cortou o wetsuit para usar com seu cilindro vazio para mantê-lo flutuante, embora mais tarde ele tenha abandonado o tanque porque estava dificultando muito a natação.

Ele fez um snorkel improvisado com seu regulador mangueira para que pudesse descansar o pescoço por períodos de tempo e guardava seu arpão em caso de ataque de tubarão. Ele também bebia água do mar periodicamente na tentativa de se manter hidratado.

Ao cair da noite, ele continuou seus esforços, na esperança de captar as correntes terrestres e visando a luz que conseguia ver no farol Keshorn Walcott, na ponta nordeste de Trinidad.

Ele finalmente chegou à praia de La Foret, perto de Toco, a cerca de 25 quilômetros do local de mergulho, e dormiu em uma pilha de troncos, cansado demais para se mover. Com o nascer do sol ele acordou e conseguiu chegar à casa de um madeireiro, que chamou o serviço de emergência.

Bugros foi levado para uma clínica local sofrendo de exaustão e desidratação, mas foi relatado que ele recebeu apenas antibióticos antes de receber alta.

Ele desmaiou pouco depois e foi levado ao Hospital Distrital de Sangre Grande, onde foram administrados fluidos intravenosos. Ele recebeu alta no dia seguinte.

A autoridade regional de saúde lançou posteriormente uma investigação sobre o tratamento inicial de Bugros no Centro de Saúde de Toco, após uma queixa formal apresentada pela sua família. Eles também teriam reclamado que a Guarda Costeira havia cancelado prematuramente as operações de busca no dia em que ele desapareceu.

VAMOS MANTER CONTATO!

Receba um resumo semanal de todas as notícias e artigos da Divernet Máscara de mergulho
Não fazemos spam! Leia nosso política de privacidade para mais informações.
Subscrever
Receber por
convidado

0 Comentários
Comentários em linha
Ver todos os comentários

Entre em contato

0
Adoraria seus pensamentos, por favor, comente.x