Como o Norte se compara

arquivo – Mar VermelhoComo o Norte está à altura

As viagens live aboard ao sul do Mar Vermelho podem parecer mais remotas e glamorosas, mas a parte norte, acessível aos barcos diurnos, tem seus próprios pontos fortes, especialmente nos dias de hoje.
Relatórios de JOHN LIDDIARD

AO PLANEJAR UM MAR VERMELHO Em uma viagem liveaboard, o maior faturamento sempre vai para as rotas do sul: “Daedalus and St Johns”, “Brothers and Daedalus”, “Simply the Best” e assim por diante. Então, como se compara uma rota do norte? Eu entrei azul o dois’s Melody azul para uma viagem ao “Estreito de Tiran e Norte” para descobrir.
Embarcando em Hurghada, a rota segue para Ras Mohammed e Tiran antes de subir o Golfo de Suez até os naufrágios Dunraven e Thistlegorm, depois volta para Hurghada através do Ulysses na ilha Small Gubal e da Dolphin House em Sha'ab el Erg.
Todos esses locais são acessíveis por barco diurno a partir de um ou mais Sharm el Sheikh, El Gouna ou Hurghada, mas nem todos na mesma viagem. Não se poderia dizer o mesmo dos itinerários do sul. Resorts e acampamentos no deserto são vistos ao sul até Ras Banas, mas o sul ainda tem locais fora do alcance dos barcos diurnos.
Normalmente não sou um grande fã de mergulho noturno, então é um tanto perverso que o mergulho me faça bem no primeiro mergulho da viagem, nas Alternativas.
The day had started on the Hurghada side of the Red Sea with a warm-up at Poseidon Reef – pleasant enough, nothing challenging, nothing amazing.
It was the sort of dive that could be made on any reef rising from a flat seabed where no-one could get it that wrong, a typical warm-up site at the start of any liveaboard itinerary.
Com um aviso de condições possivelmente difíceis, o Blue Melody cruzou de Hurghada e o capitão escolheu uma alternativa para atracar durante a tarde e a noite. As Alternativas são uma linha de sete pináculos de coral ao longo do Golfo de Suez, a partir de Ras Mohammed, e ainda não sei quais são as alternativas.
Eu não os classificaria como alternativas a Ras Mohammed, mas talvez sejam apenas alternativas entre si. Não tenho certeza, mas acho que estávamos nos pináculos mais próximos do final do RasMo.
Só tivemos tempo para um mergulho no final da tarde para nos familiarizarmos com o local. Os bolos da tarde preencheram bem a lacuna antes que a escuridão caísse com a rapidez habitual das áreas desérticas, e agora é hora de se preparar novamente.

MERGULHOS NOTURNOS PODEM SER excelentes oportunidades para ver o pequeno e o estranho. Nossa atenção está voltada para um feixe de luz, pois esperamos que pequenas criaturas que se escondem durante o dia se aventurem.
Sou recompensado no primeiro trecho de coral mole que alcançamos. Um caranguejo de dois espinhos do tamanho de uma moeda de 20 centavos está empoleirado em um galho sem nenhuma preocupação no mundo. Alguns galhos depois, um caranguejo-aranha decorador está fazendo a mesma coisa. Seu corpo é muito menor, mas no geral o caranguejo é maior com suas pernas longas e finas.
Os caranguejos guarda-corais estão fora dos galhos dos corais duros, mas eles fogem da luz e preciso encontrar, focar e capturar rapidamente antes que eles recuem.
Entre os corais de fogo encontro camarões e outro caranguejo de duas espinhas, mas só uma vez processando arquivos RAW em casa em uma tela grande é que noto a pequena lagosta atarracada logo acima dele…
Agora a Melody azul sobe o Golfo de Aqaba até os recifes de Tiran. Nosso mergulho matinal no Jackfish Alley permitirá que mergulhadores menos experientes preparem-se para o mergulho mais aventureiro que está por vir.
It’s the school summer holidays, and the mix of divers on board is even more diverse than usual. There are two families with a total of five teenage boys; several couples, including honeymooners from Finland and a pair from Romania who proudly declare that they are from Transylvania; a few individual men and women, ranging from students to pensioners with diving experience from recently qualified to instrutor.
Três mergulhadores estão inscritos no curso Advanced Open Water Diver e um na especialidade Deep.

MERGULHAMOS EM WOODHOUSE, Gordon, Jackson e Thomas recifes nessa ordem, todos majestosamente grandes e coloridos e cada um com seu próprio caráter. Já faz um tempo desde que mergulhei neles,
e nunca fiz isso consecutivamente durante alguns dias, então esta é uma chance de refrescar minha memória.
Uma deriva ao longo do lado leste de Woodhouse e no canal que a separa de Jackson nos leva além dos restos de um barco diurno, do piso de concreto do banheiro e de alguns pedaços de metal, tudo o que resta entre uma cicatriz em recuperação no coral.
An eagle ray swoops past in the distance, then loops back closer, though never close enough for pictures. We surface in a current bubbling towards the open side of the reef for a RIB pick-up.
Gordon is the southernmost reef, marked by the skeleton of the Louilla on the far side and a beacon to the south.
Off the wall of gorgonians, a whitetip reef shark has been taking aulas from eagle rays about teasing divers. In the shallows, the location is distinguished by scattered barrels from Louilla’s cargo.
Eu esperava poucos barcos diurnos vindos de Sharm el Sheikh, e certamente não precisamos compartilhar a água com outros mergulhadores, mas no meio da tarde uma armada considerável se reuniu e uma frota de barcos parte para a Baía de Na'ama.
Early morning at Jackson, the northernmost reef, provides an opportunity to hang out looking for hammerhead sharks. We make a negative entry on the leading edge of the reef, beneath the skeleton of the Lara, another navigational casualty. Last time here I was on a technical trip, diving the lower part of the ship at 70m.
Com tubarões-martelo, é um sucesso ou um fracasso.
Uma pesquisa rápida sugere 25% de chance de um vislumbre distante e consideravelmente menos de um encontro próximo. Com apenas metade da nossa equipe de liveaboard no azul, talvez nossas chances sejam melhores hoje?
Twenty minutes later and the conclusion is – obviously not. I head into the wall and back towards the mothership. But it’s not a wasted dive, because a drifting safety stop becomes one of the prettiest shallow dives of the trip as a brisk current picks up over alternating stripes of fire and soft coral, with a pair of very tolerant turtles grazing just off the top of the reef.

THOMAS É O MENOR dos quatro recifes, sempre me lembrando do incidente “esposa perdida, viu barracuda” na virada do milênio. Nada de desagradável acontece hoje enquanto vagamos com os atuais bancos de gorgônias do passado.
Looking out across the sand at 30m, I imagine I can see the top of the canyon in the distance, a technical dive just off the reef that winds its way down to 90m, or perhaps it’s just my eyes playing tricks.
Se você está curioso sobre “esposa perdida, viu barracuda”, aliás, dê uma olhada no livro de John Kean com esse nome.
The Tiran reefs page of our checklist complete, blue Melody heads back to Ras Mohammed. This time it’s the classic Shark and Yolanda reef drift, the real RasMo dive round the tip of Sinai, past the two detached patches of reef, with the bottomless wall, swirling currents, shoals of fish and bathroom fittings.
Alguns dos vasos sanitários apresentam uma impressionante cobertura de coral, principalmente coral de fogo. Talvez seja o suficiente para criar feedback positivo; qualquer pessoa que posa em um vaso sanitário recebe um choque ardente, e o coral de fogo cresce ainda mais.
Para completar o melhor dia, os bolos da tarde são substituídos por pizza. Com uma história de pão pitta que pode ser facilmente adaptado como base e um suprimento imediato de temperos, minha experiência é que os chefs egípcios são capazes de fazer uma pizza saborosa com segurança.
Agora, no meio do cruzeiro, o equilíbrio muda para naufrágios com o Dunraven e o Thistlegorm.
In 1876 the Dunraven was returning to Britain from Bombay with a cargo of cotton. Heading for the Suez Canal, she caught fire and drifted onto Sha’ab Mahmud near the beacon at the reef’s southern end.
Os guias de mergulho geralmente recomendam entrar no casco virado pela popa, depois nadar em direção à proa dentro dos destroços, passando pelas caldeiras e saindo por uma fenda no casco dianteiro. Fotograficamente, prefiro fazer na direção oposta. Dessa forma posso nadar na frente do meu amigo e virar para tirar fotos olhando para a proa.
Também gosto de ser o último a chegar, para poder passar o tempo que quiser sem bloquear o caminho dos outros. Hoje funciona perfeitamente, especialmente porque aqueles que me precederam tiveram a gentileza de não agitar o lodo.

ALGUNS MILHÕES ADIANTE along Sha’ab Mahmud, the next stop is Small Crack. From a RIB drop outside the crack, a whip coral provides me with a cute cowrie as a macro target before the current provides a spectacular whoosh through the reef and back to the boat.
Dois mergulhos no Thistlegorm não poderiam ter sido mais diferentes. Na tarde da nossa chegada descemos para uma visibilidade turva, uma forte corrente em direcção à popa e uma não inesperada sopa de mergulhadores nos porões da proa.
There are seven other liveaboards above the wreck, so potentially 160 divers could be in the water if everyone is down at the same time. I invert the dive-plan and head for the stern, slowly working back to the holds where, fortunately, the diver soup has now used its air and left the cargo relatively uncrowded.
Esta é a minha primeira visita aos destroços desde que li o maravilhoso relatório de Alex Mustard sobre os camiões e motos (I-SPY the Thistlegorm in a Whole New Light, Outubro de 2014). Eu olho e me pergunto, e gostaria de ter todas as informações que ele transmitiu em mãos em uma lousa.
Na manhã seguinte o despertar é cedo “para vencer a correria”. Subindo no convés de mergulho, vejo que os guias de outros barcos tiveram uma ideia semelhante. Ao lado já estão entrando na água.
Eu havia faltado a um mergulho noturno nos destroços. Aqueles que foram gostaram, mas na minha opinião foi pela emoção e para dar outro mergulho, em vez de ver algo diferente. Baixa visibilidade e escuridão total – consigo conseguir isso num dia mau no Canal da Mancha, mas sem a confusão de todos os outros mergulhadores que fazem mergulho nocturno num espaço limitado.
Now the current is less and visibility a sparkling Red Sea normal. The other boats all seem to be doing a stern-first route, so I head straight into the holds, then up into the superstructure before returning to our line at the bow.
Cruzo-me com alguns outros mergulhadores, mas não muitos, considerando o número na água.
Returning to the Hurghada side of the Gulf of Suez, the steamer Ulysses and a barge on opposite edges of Gubal Seghir are wrecks I haven’t dived since 1987, on the centenary year of Ulysses striking the reef.
Mergulhadores de outro liveaboard estão terminando, e nosso grupo está dividido em ondas pela jornada do RIB até o naufrágio, então, embora o Ulysses seja um naufrágio pequeno, ele não está ocupado.
A banheira na popa é consideravelmente mais antiga do que as do Thistlegorm mas, ao contrário dos navios, o design da banheira quase não mudou.
The even-smaller barge is a bit crowded until divers from several liveaboards spread themselves out a little. Anticipating a busy site, I’m back on macro, and it turns out to be the right choice. Fish on the barge and surrounding reef are so used to divers that even the normally skittish are easy targets, including a Picasso triggerfish, a photogenic species that lives up to its name but, unlike its namesake, is usually media-shy.
How can such a varied trip end on a high? At Sha’ab El Erg, better known as Dolphin House North, the dolphins are as used to divers as the fish are on the barge.
Demora cerca de 10 minutos para eles dizerem olá, mas logo eles voltam para casa para uns bons 45 minutos de diversão com golfinhos, com repetidos passes próximos e sorrisos presunçosos dos golfinhos.
Um mergulho final em Umm Gamar, com paredes, pináculos e cavernas também teria sido um clímax adequado, se não fossem os golfinhos de antes.

ASSIM É UM “TIRAN E NORTE” rota de Hurghada um itinerário de liveaboard para rivalizar com as rotas do sul que alcançam maior faturamento? É dia de descompressão em terra, e mergulhadores de vários liveaboards, do sul e do norte, estão esperando o calor passar no Marriott.
Os barcos do sul viram pontas-brancas e tubarões-martelo oceânicos. Perdemos o último, mas tivemos um encontro muito bom com golfinhos. Quanto aos recifes, os recifes do sul podem estar no mesmo nível de Tiran ou Ras Mohammed, mas não gostaria de dizer que um era melhor que o outro. Acho que tivemos os melhores naufrágios.
Poderia a nossa rota “Tiran e Norte” ter sido melhorada? É uma questão de preferência pessoal. Eu teria preferido outro mergulho na ponta de Ras Mohammed em vez de Jackfish Alley, ou ter mergulhado lá logo após cruzar de Hurghada.
Eu teria encaixado nos destroços do Rosalie Moller, embora não tenha ideia de como isso poderia ter sido conseguido.
Para um mergulho de aquecimento, eu teria gostado de pular em Giftun ou em um dos naufrágios de Abu Nuhas, mas esse não seria um local adequado para um aquecimento. Então, no geral, eu diria que uma rota econômica “Tiran e Norte” se compara favoravelmente a qualquer coisa mais ao sul.

Apareceu no DIVER janeiro de 2017

VAMOS MANTER CONTATO!

Receba um resumo semanal de todas as notícias e artigos da Divernet Máscara de mergulho
Não fazemos spam! Leia nosso política de privacidade para mais informações.
Subscrever
Receber por
convidado

0 Comentários
Comentários em linha
Ver todos os comentários

Entre em contato

0
Adoraria seus pensamentos, por favor, comente.x